Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

As mulas, salvem as mulas

 

Nesse fabuloso e épico Western, daqueles a sério (7-oscars-7), chamado  “Danças com Lobos” de 1990, rodado a partir de um romance de Michael Blake, com Kevin kostner (actor e realizador) no seu melhor, uma das cenas que mais me impressionou, pela sua força e pelo seu realismo (poderia ter sido mesmo assim), é a da carroça, atacada pelos terríveis Sioux, reis e senhores das imensas pradarias do midwest norte-americano. Dela cai, sobre a erva alta, o condutor, crivado pelas certeiras flechas dos guerreiros “pássaro esperneante”, “vento no cabelo” e restantes compinchas.
No estertor da morte, tolhido pela dor, sem ter ainda percebido muito bem o que lhe tinha acontecido, o “cara pálida”, prestes a ser escalpelizado pela mão vingativa do índio, já não é de si que quer saber, mas sim das suas mulas: “My mules, save my mules...”. Sem dúvida, umas magníficas parelhas de mulas que puxavam a carroça caravaneira, diga-se de passagem.
Com o nosso país a afundar, o desvio da atenção política para as coisas fúteis, ou longínquas, tem o condão de nos desviar do essencial. Olhamos para as mulas reluzentes e esqueçamos as flechas que nos vão enfiando na pele. No ano que aí vem, inaugurando década imprevisível, salvemos pois as mulas. O resto logo se verá.
tags:

publicado por ensinartes às 03:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

O Peixe...já se foi

O peixinho vermelho oferecido pelo primo Francisco já se foi. E já que estamos no vermelho, até o Benfica dá ares de também se "ir" antes do Natal. (Esperemos até dia 20)

Desconfiamos da água nova, da torneira, com que renovamos o habitat. Muita "lixívia"...ou cloro ou qualquer outro químico...daquilo que cada vez pagamos mais caro e que se vai tornar no negócio do século. Cai de borla lá do céu, vende-se, tendencialmente, a peso de ouro cá na terra. Melhor negócio não há.

 


publicado por ensinartes às 22:00
link do post | comentar | favorito

O peso de uma catedral

O peso de uma catedral (Parte I)

 

O escritor francês Antoine de Saint-Exupery disse um dia que não dizemos nada de interessante sobre uma catedral se só falarmos de pedras.

Uma catedral, em especial, se tiver sido construída na idade média é um edificio notável, a todos os títulos. Quer na carga simbólica que tem, quer no arrojo de engenharia de que é, para mim, exemplo máximo (sim na idade média, a tal idade das trevas, havia uma engenharia de construção absolutamente espantosa).

 

O peso de uma catedral (Parte II)

 

Ontem, o execrável PM italiano levou literalmente com uma catedral em cima. Uma catedral em miniatura, recuerdo de turista. Foi a sua sorte. Depois de passar largos anos a vilipendiar e a insultar um sem número de pessoas decentes (nem o presidente Obama escapou, o "tal rapaz muito bronzeado", lembram-se!) soltando impropérios ao ritmo frenético de um motor Ferrari, em alta rotação, Silvio, que se considera o "uomo piu bello" de Itália, ficou com as trombas numa miséria, a julgar pelas imagens que a televisão levou a todo o mundo.

Espontaneamente, a turba mostrou a sua satisfação, e mais de 40 mil internautas aplaudiram o feito de um louco qualquer que lá teve os seus 15 minutos de fama. 

No que me toca, tive pena da criatura, encafuada na limousine. Jamais esquecerei o seu ar de animal acossado, impotente, terrivelmente assustado, tentanto perceber o que lhe tinha acontecido.

Teria preferido que tivesse levado um valente sopapo, com "aviso prévio", como mandam as regras de cavalaria, daqueles dados com punho carnudo fechado e  potência de locomotiva. Isso sim, teria sido mais romântico.

Agora, atirar-lhe com uma catedral. Santo Deus, a catedral merece mais respeito.


publicado por ensinartes às 21:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Tupperware, tamanho XS

. Le tunisien

. Uma questão de força

. FMI ou FIM

. A Pedra

. A participante 43212

. Contas de sumir

. Yo, Mário Sepúlveda

. O nosso Haiti

. Travassos

.arquivos

. Maio 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Yo, Mário Sepúlveda

.Ligações/links

.Contador de visitas

SAPO Blogs

.subscrever feeds